Translate

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

"GODNET" E A CENSURA NA INTERNET



No último dia 19 de setembro, eu completei um ano como blogueira. Foi um ano de muito trabalho, várias satisfações e alguns desapontamentos devido ao monituramento e à censura na Internet. Após três meses de atividade como blogueira com o firme objetivo de produzir um conteúdo rico de idéias e estimulante ao debate intelectual, eu comecei a perder a minha ingenuidade de acreditar que a Internet fosse um território livre para esse fim. Eu que queria me ver livre do jugo dos editores das corporações midiáticas, certa de poder dar vazão a minha “liberdade de expressão” me vi as voltas com o velho monitoramento e a odiada censura tão comum às redações de revistas e de jornais, que quando não concordam com nossas idéias enfiam nossos artigos em algum canto perdido sem o menor destaque ou simplesmente não o publicam.

O que no início começou com uma leve desconfiança logo veio a se comprovar exato, justamente com o esse meu querido blog FREE THINKER, o qual até rebatizei de FREE THINKER – LIVRE PENSADORA para que não me confundissem com uma defensora do ateismo. Mas, não era uma questão de título, mas uma questãozinha com os meus textos de cunho espiritual e em defesa da FÉ. Não importava qual a crença religiosa ou com qual fé o texto se relacionasse, certo é que qualquer artigo desse genero passaria por um monitoramento, podendo vir a ser liberado ou censurado pela tal máquina virtual encarregada de escolher aleatoriamente o que seria relevante ou não para ela, não para mim, naturalmente.

Eu fiquei pasma por perceber que as palavras “Deus”, “Jesus”, “Fé”, “Igreja Católica” e outras tantas da religiosidade cristã , ou mesmo termos de outras religiões, simplesmente elas comprometiam a divulgação desses meus textos espirituais, mas quando antes eu escrevia sobre assuntos mundanos seguindo a tendência do pensamento geral, jamais tivera um texto censurado, ou sujeito a uma longua moderação do monitoramento para que o link fosse disponibilizado na rede. Quando consegui ter provas mais que suficientes dessa situação absurda, eu fiquei indignada não achando justo que os sites e blogs voltados para o conteúdo intelectual sofressem tal pressão enquanto aqueles dedicados as mais variadas asneiras pareciam ser estranhamente estimulados e ao que parece não sofriam com esse tipo de coisa.

Eu observei também que o meu blog O ARQUIVO DA BIA BOTANA – em que eu posto os meus artigos já publicados na impresa –, suas postagens tinham seus links publicados de imediato, o mesmo acontecia com o meu livro de análise histórica “DEUS? SOU EU! – OS TECELÕES”.  E, que “O DIÁRIO DO FREEWAY”, recheado com suas amenidades divertidas se tornara realmente o queridinho do sistema de buscas e também um sucesso entre os internautas. Para tirar a teima, eu criei recentemente um novo blog, o “BIA BOTANA’NEWS & OPINION”, com artigos curtos de opinião comentando as notícias atuais mais relevantes, com um estilo meu bem próprio que no passado fez o meu nome jornalístico. Eu não me surpreendi quando ficou evidente a prática de monitoramento e censura desses meus artigos através do sistema de busca, possivelmente em razão de algum acordo vantajoso com as corporações de mídia jornalística, que não possuem interesse nenhum que o jornalismo independente avance e tenha sucesso, vindo a ocupar um espaço que elas pensam ter de eterno direito. Vá lá, é compreensível, mas não na Internet, que foi criada na intenção de abrir um largo espaço para o debate de opiniões e troca de idéias, que promovesse o progresso intelectual humano através do livre acesso às informações e à livre expressão.

Assim, do mesmo modo que um dia eu tive a ambição de entender como Deus pensava para poder compreendê-lo e serví-lo melhor, eu resolvi fazer o mesmo com o meu “censor invisível” da Inetrnet, ao qual eu chamei carinhosamente de “ Godnet ”. Como um deus Godenet é onipresente e oniciente, também possui uma corte de serviçais anônimos, muitos voluntários, encarregados de vasculhar, monitorar, moderar, liberar ou censurar os conteúdos produzidos para a Internet. O maior interesse de Godnet é ter um poder financeiro cada vez maior para poder financiar a sua maior ambição, manipular a política e a econômia mundial colocando em prática a velha idéia de uma “Nova Ordem Mundial” – que constantente anima todas as teorias de conspiração, mesmo que acabem sempre num curioso fracasso –, mas, mesmo assim, Godnet parece estar investindo pesado nesse plano.

Já os maiores interesses dos internautas parecem ser bem outros. O primeiro maior interesse que ocupa mais de 99% dos internautas navegando é o SEXO, daquele tipo que muito se fala e se vê mas pouco ou nada se faz. O segundo, que também se relaciona com o anterior, é a FOFOCAGEM generalizada. Falar da vida alheia virou um esporte de campeonato internacional, que permite a qualquer um ter milhares de “amigos” que jamais viu e jamais verá na vida. Nessa de expôr a própria intimidade e a de espiar a vida dos outros as redes sociais fazem fortunas, pois não só se fofoca de tudo, mas como em meio a fofocagem são lançadas pelos marketeiros de plantão nelas introduzidos disfarçados, tais como espiões, as ondas avassaladoras de consumismo,  usando e abusando dos modismos que as pessoas inventam para poderem se dizer uma melhor que a outra na guerra silenciosa pelo alpinismo do status social. Em terceiro lugar está uma outra atividade curiosa, o “pesquisómetro”, eu explico, é aquela mania de satisfazer imediatamente qualquer tipo de curiosidade sobre alguém ou algo fazendo uma pesquisa rápida e básica no sistema de busca, o qual também serve como um “memorex” para os internautas que sofrem um súbito ataque do mal de Alzemheimer, para resolver  o mico da falha quântica da memória do tipo “como é mesmo o nome daquele sujeito… que fez aquele filme.. naquela cidade ….?!?!”  no meio de uma conversa qualquer ou também para dirimir qualquer dúvida que apareça durante discussão sobre uma informação nem tão relevant assime. E, por fim, em quarto e último lugar vem o interesse pelass notícias, informações relevantes e pelos conteúdos intelectuais,  aos quais os internautas dedicam o menor tempo possível a menos que seja por conta de uma atividade de estudo ou por força da obrigação profissional.

Godnet sabe muito bem desses interesses dos internautas, assim oferece generosamente um sexo virtual garantido e plena liberdade para o exercício da fofoca desenfreada para atrair seus crentes fiéis, a ponto que muitos deles acreditam piamente na idéia de que “se eu estou na Internet , eu existo!” 

Godenet ao proporcionar a satisfação de prazeres – criando entretenimento, viciando seus crentes em jogos e outras paixões –, está também sempre pronto a servir com seu “pesquisómetro” e “memorex” e assim vai gerando uma crescente dependência de seus crentes, a tal ponto que um verdadeiro crente não decida nada mais sem antes fazer uma consulta a Godenet, que no quesito marketing direto ou indireto está sempre fazendo a cabeça de seus seguidores, conseguindo assim realizar o seu maior objetivo: ganhar dinheiro, muito dinheiro mesmo.

De posse de uma fortuna chocante Godnet tem a ferramenta necessária para conquistar o poder político e econômico do mundo que tanto ambiciona, conta para isso com uma rede de parcerias de troca de favores e de informações privilegiadas com os poderosos famosos e não tão badalados manda-chuvas da elite mudial, de forma que garantindo a satisfação dos interesses lícitos e escusos deles Godnet os torna cada vez mais dependentes dele também. Um grande jogo de interesses onde só um lado sempre sai ganhando, o de Godnet, logicamente.

Godnet tem o poder de manipular a todos, só  um hermitão solitário no topo de uma montanha ou talvez o melhor agente de espionagem do tempo da Guerra Fria poderiam talvez se livrar dos tentáculos de Godenet, mesmo assim correriam um grande risco se fossem parar num hospital ou tivessem que tirar dinheiro numa caixa eletrônica. Não, ninguém escapa de Godnet, principalmente quando ele é que está interessado em algo ou alguém.

Ora, Godnet sabe muito bem que para manter a conquista do seu imenso poder – pois não basta conquistar e preciso saber conservá–lo –,  o zelo com as informações é fundamental. Já que uma informação que agrega conhecimento pode valer para quem sabe o que fazer com ela uma verdadeira fortuna. Godnet também sabe que uma multidão de ignorantes é mais fácil de dominar e de ser manobrada segundo os seus interesses ulteriores do que uma  racional, pensante e consciente de suas ações e valores. Portanto, para Godnet manter o absoluto contrôle  sobre o tráfico de informações e sobre o seu conteúdo é vital, principalmente no que diz respeito à oferta de informações que possam despertar a consciência das pessoas para uma realidade muito diferente daquela que ele oferece.

Godenet quer que as pessoas ajam no “automático” – sem pararem para pensar no que está acontecendo e nem se darem conta da dependência que estão tendo dele. Por isso ele possui uma equipe muito bem treinada de competentes monitores e censores que se encarrega com que todas as informações e notícias disponibilizadas na Internet sejam pasteurizadas, sem apresentarem opiniões divergentes de seus própios ditames.  Afinal, ele bem sabe que quem tem o contrôle da informação também tem o poder para decidir o destino de quem dela necessita ou dependa.

Certamente, Godnet vai submeter mais esse meu artigo ao seu sistema de contrôle, ele vai ser monitorado, moderado e pode vir a ser liberado após longo tempo ou mesmo ser censurado, mas isso já não me importa mais. Eu já entendi como Godnet pensa e posso até compreende-lo – mesmo que eu não concorde em nada com todas as suas ambições pretenções e suas decorrentes ações estratégicas para realizá-las. Mas, agora que eu sei que ele existe e ficará mais fácil lidar com essa situação


Eu vou continuar produzindo um conteúdo para Internet que estimule as pessoas a pensarem por si mesmas e as ajude a progredir na realização consistente de seus sonhos. Eu vou continuar me indignando com as injustiças e alertando as pessoas para o perigo que correm se não forem cuidadosas com seu interesses. Eu não vou deixar de honrar o nome de Deus e nem deixar de promover a paz, mesmo que isso não seja lá muito do agrado de Godnet.

Não importa quantos internautas vão ler meus textos, importa que aqueles que os lerem sejam instigados a lerem mais, encontrem aquilo que buscavam neles, que saiam satisfeitos e, talvez, enriquecidos com novas idéias para suas vidas.  Pois, eu acho que mesmo que seja pequeno o espaço na Internet para os escritores expressarem livremente seus pensamentos e fazer da Internet um foro para o debate de pensamentos que contribuam para o progresso da Humanidade, vale a pena tentar! Porquanto a verdadeira REVOLUÇÃO sempre se deu primeiro no campo das idéias e depois alcançou a realidade. Assim, eu chego a conclusão que apesar do Godnet,  sim, vale a pena tentar! Afinal, talvez daqui alguns tantos anos o que passou sem o menor interesse e até desapercebido na Internet poderá ser alvo de um profundo interesse de todos. Coisinhas de Deus mesmo! Foi assim com muitos escritores, estudiosos, pesquisadores, pintores e  pensadores, que a seu tempo foram desprezados e não receberam nenhum reconhecimento de seus trabalhos quando vivos, mas as gerações que vieram depois deles encontraram em suas obras subsistentes uma fonte de grande sabedoria que os imortalizou e o melhor exemplo disso não deixa de ser o legado do próprio Jesus. Então, eu conclamo todos aqueles que se importam com o futuro melhor para a Humanidade não desistam de lutar, pois o futuro das novas gerações depende exclusivamente de nós, depende de nós qual vai ser o futuro da Internet, se ela vai cumprir o destino virtuoso de promover o conhecimento e o progresso humano para o qual foi criada ou vai ser desvirtuada e usada como uma a arma de guerra políco-econômica e militar que possa jogar a todos nós no caos. Isso quem pode decidir somos nós internautas, e não apenas Godnet. A decisão do futuro está no presente, não se omitam!

SAIBA MAIS:

30/06/2014  INTERNAUTAS SÃO FEITOS DE COBAIAS NO FACEBOOK



Como o Facebook usou internautas como ratos de laboratório
O Facebook usou quase 700 mil usuários como objetos de uma pesquisa psicológica sem que eles soubessem. Na prática, viraram ratos de laboratório
São Paulo – Se você já achava que o Facebook sabia demais sobre você, saiba que agora ele pode controlar suas emoções. Foi isso que uma pesquisa encontrou depois de manipular os feeds de notícias dos usuários da rede social.
O estudo levantou um debate sobre as diretrizes éticas do Facebook. De maneira deliberada e sem que os usuários soubessem, a rede passou a exibir apenas conteúdo negativo ou apenas positivo nas páginas de 689 mil usuários, em janeiro de 2012. Em resumo, o Facebook usou seus usuários como ratos de laboratório sem que eles soubessem disso.
O estudo se chama “Evidência experimental sobre contágio de emoções em grande escala através de redes sociais”. Ele tem como tese a ideia de que emoções podem ser transmitidas por redes sociais. O que se provou real com a pesquisa.
Vale lembrar que, ao entrar no Facebook, os internautas precisam aceitar os termos de serviço. Lá, uma das autorizações é que informações sejam usadas para “análise de dados, testes e pesquisas”.
Mas James Grimmelmann, professor de direito na Universidade de Maryland, acredita que os termos não bastam. “O padrão de consenso nos termos de serviço é insuficiente. Ele é muito diferente de consentimento informado, que é o padrão ético e legal para pesquisas com indivíduos humanos”, afirma Grimmelmann em seu blog.
O consentimento informado é quando um paciente (no caso, os usuários do Facebook) dá autorização para um procedimento que pode causar alguma mudança em suas condições atuais.
Não é a primeira vez que dados de usuários são usados em pesquisas. Mas é a primeira vez que se tem conhecimento de que existe uma manipulação de conteúdo para testar aspectos psicológicos dos usuários.
Susan Fiske, professora de psicologia que editou o artigo para publicação, afirmou ter consultado os autores do artigo sobre o estudo no Facebook, por achar a metodologia estranha. “Eu ainda estou pensando sobre isso e estou um pouco assustada também”, disse Fiske à The Atlantic. “Quem sabe quais outras pesquisas eles estão fazendo”, disse.
Em um post no Facebook, Adam Kramer, o funcionário da rede social que foi coautor do artigo, publicou um texto justificando seu trabalho. “A razão pela qual fizermos isso foi por nos importarmos com o impacto emocional que o Facebook causa nas pessoas que usam nosso produto”, escreveu.
A última polêmica sobre o assunto foi sobre o financiamento da pesquisa. O site da Universidade Cornell (uma das envolvidas) publicou um texto afirmando que o departamento de pesquisa do exército americano financiava o estudo.
Depois de alguns questionamentos, a universidade disse que a informação era um erro e que a pesquisa não recebeu financiamento externo às universidades.


07/07/2013 A VERDADE AFETA O BRASIL



Brasil pede explicações aos Estados Unidos sobre espionagem ...

Terra Brasil - ‎há 2 horas‎
O governo do Brasil pediu explicações aos Estados Unidos (EUA) sobre a possível espionagem das comunicações de cidadãos brasileiros pela Agência Nacional de Segurança daquele país (NSA, na sigla em inglês). De acordo com o ministro das ...
Brasil pede esclarecimentos aos EUA após denuncia de espionagem
Governo quer explicações dos EUA sobre espionagem de brasileiros
Brasil foi alvo de espionagem dos EUA, diz O Globo





Brasil foi alvo de espionagem dos EUA, diz O Globo
domingo, 7 de julho de 2013 16:02 BRT


RIO DE JANEIRO, 7 Jul (Reuters) - A Agência Nacional de Segurança dos EUA (NSA, na sigla em inglês) monitorou as atividades telefônicas e os emails de empresas brasileiras e indivíduos na última década, como parte das atividades norte-americanas de espionagem, informou o jornal O Globo neste domingo, citando documentos fornecidos pelo fugitivo Edward Snowden, ex-funcionário de inteligência da NSA.
O jornal não revelou o volume de informações monitorado pelos computadores e pelos funcionários da inteligência da NSA. A reportagem de O Globo, apontou que o Brasil foi o segundo país mais espionado das Américas, atrás apenas dos Estados Unidos no número de transmissões interceptadas.
O Brasil era um país prioritário para a vigilância de comunicações da NSA ao lado de China, Rússia, Irã e Paquistão, disse o jornal.
No período de 10 anos, a NSA interceptou 2,3 bilhões de telefonemas e mensagens nos Estados Unidos, e em seguida usaram computadores para analisar os dados a fim de detectar sinais de atividade suspeita, disse O Globo. Nos Estados Unidos, a NSA usou mandados legais, mas secretos, para obrigar empresas de comunicação a entregar as informações sobre as ligações e os emails para análise.
Parte do acesso às comunicações brasileiras foi obtido por meio de empresas norte-americanas parceiras de companhias brasileiras de telecomunicações, relatou o jornal sem revelar os nomes das empresas.
A reportagem de O Globo foi escrito por Greenwald, Roberto Kaz e José Casado. Greenwald, que trabalha para o jornal britânico The Guardian e mora no Rio de Janeiro, foi o primeiro jornalista a revelar os documentos sigilosos fornecidos por Snowden, salientando a extensão da atividade de monitoramento de comunicações dos EUA no país e no exterior.
Após fornecer as informações para Greenwald, Snowden fugiu dos Estados Unidos para Hong Kong e foi visto mais recentemente na área de trânsito do aeroporto de Moscou.
O passaporte norte-americano de Snowden foi cancelado. O ex-agente fez pedidos de asilo a vários países, incluindo Equador, Venezuela e Bolívia. Três países --Bolívia, Venezuela e Nicarágua-- se ofereceram para dar asilo a Snowden.
(Reportagem de Jeb Blount)




07/06/2013 A VERDADE SE TORNA PÚBLICA



images.jpg
IDG Now!
 - ‎há 12 minutos‎




Segundo o “The Washington Post” os serviços nacionais de segurança americanos têm acesso direto ao servidor central de nove empresas de internet incluindo Apple, Google e Facebook. Elas negam. A National Security Agency (NSA) e o Federal Bureau ...


default.jpg

euronews

unknown.jpg
unknown_1.jpg
unknown_2.jpg
unknown_3.jpg
unknown_4.jpg
images_1.jpg












www.dicasdogoogle.com.br/como-configurar-o-filtro-de-censura-de- pesquisa-do-google/ - Em cache
Os resultados de sua pesquisa no Google são limitados pelos filtros de censura que tem como padrão um nível moderado, removendo de sua pesquisa ...

www.melhorweb.com.br/.../206-Google-recebe-pedidos-para-eliminar-das- buscas-mais-de-1-2-milhao-de-links.htm - Em cache
Google recebe pedidos para eliminar das buscas mais de 1,2 milhão de links. ... Em média, o Google diz que retira seus resultados de busca 97% dos links que ...

www.ccaps.net/newsletter/05-08/art_2pt.htm - Em cache
Marketing de otimização em buscadores em vários idiomas ... se o Google detectar que suas posições são resultado de links comprados. ... Isso tem servido para os donos de sites venderem links de texto como .... Assim, se o Google não está correndo atrás de compradores de links para seu próprio ganho financeiro, por ...

noticias.r7.com/.../diretor-do-google-vira-heroi-em-revolta-no-egito- 20110209.html - Em cache
9 fev. 2011 ... Diretor do Google vira herói em revolta no Egito. Executivo de 30 anos passou 12 dias preso após chamar jovens a protestar. AFP. Tweet ...

tecnologia.terra.com.br/.../0,,OI4948003-EI12884,00-Presidente+do+Google +se+diz+muito+orgulhoso+de+executivo+egipcio.html - Em cache
16 fev. 2011 ... O Google está "muito, muito orgulhoso" de Wael Ghonim, um jovem executivo da companhia que se converteu em uma das principais vozes ...






16 de fevereiro de 2011 • 09h00 • atualizado às 09h09


AFP - O Google está "muito, muito orgulhoso" de Wael Ghonim, um jovem executivo da companhia que se converteu em uma das principais vozes de protesto do Egito, disse nessa segunda-feira o presidente do Google, Eric Schmidt em Barcelona, na Espanha. Ghonim, responsável pelo marketing do Google no Oriente Médio e no norte da África, criou uma página no Facebook que ajudou a desencadear a revolta que culminou com a saída do poder do presidente egípcio Hosni Mubarak na última sexta-feira.
O jovem executivo também apareceu em uma emotiva entrevista na televisão depois de ser libertado pela polícia após 12 dias de detenção, dando força aos protestos quando estes pareciam estar perdendo o fôlego. "Estamos muito, muito orgulhosos do que Wael Ghonim foi capaz de fazer no Egito", disse Schmidt durante o Mobile World Congress. "(Os manifestantes) foram capazes de utilizar todo um arsenal de tecnologia, incluindo o Facebook, o Twitter e outros instrumentos para expressar a voz do povo e isso é um bom exemplo de transparência. Desejamos a ele o melhor. Falei com ele. Estamos muito, muito orgulhos do que ele fez", afimou Schmidt sobre Ghonim.
Em um programa do canal CBS chamado "60 Minutos" transmitido no domingo passado, Ghonim disse que os protestos que levaram à queda de Mubarak não teriam lugar sem as redes sociais na internet. "Se não fossem as redes sociais, não havia se desencadeado (a revolta), disse o jovem executivo.


"Bibliotecários vingativos"da CIA monitoram tráfego de redes sociais

Analistas conseguem verificar 5 milhões de comentários por dia

da  REUTERS

A CIA (agência de espiona
gem dos EUA) analisa diaria
mente cerca de 5 milhões de 
publicações da rede social 
Twitter. O obietivo é ter uma 
ideia de como os povos de di
versos países encaram as 
ações americanas no exterior.

Os analistas de informa
ções trabalham no Centro de 
Fontes Abertas da CLA, na Vir
ginia, onde são chamados pe
lo apelido de "bibliotecários 
vingativos".

Além do Twitter, eles mo
nitoram páginas do Face
book, em diversos idiomas. 
As informaçõês encontradas 
são então cruzadas com notí
cias divulgadas pelos ór
gãos de imprensa de cada paí
s e também com dados obti
dos em escutas telefônicas.

Os levantamentos são usa
dos, por exemplo, para me
dir o impacto na opinião pú
blica internacional de ações 
como o assassinato do terro
rista Osama bin Laden ou a 
probabilidade de uma nação 
árabe sofrer uma revolta.

O diretor do centro, Doug 
Naquin, disse que, ao contrá
rio do que afirmaram analis
tas no início da Primavera 
Árabe, a CIA teria sido capaz 
de prever que haveria uma re
volta popular no Egito.

Segundo ele, a agência só 
não conseguiu prever quan
do ela aconteceria.

A revolta que derrurbou o 
ditador Hosni Mubarak foi 
iniciada por manifestantes 
que se oÍganizaram por meio 
de páginas de redes sociais 
na internet.

O Centro de Fontes Aber
tas foi criado após os ataque 
de 11 de Setembro como par
te da estrutura "contraterro
rista" da agência.

Mas desde então passou a 
ter tarefas mais amplas, co
mo monitorar o uso da inter
net na China ou avaliat o sen
timento da sociedade paquis
anesa em relação aos EUA.


www.otimizacao-sites-busca.com/art-misc/mazelas-google.htm - Em cache - Similares
Outros mecanismos de busca não são muito diferentes. ... Esta página tem por finalidade mostrar erros, falhas e omissões do Google, invisíveis aos ... Ênfase no Ganho Financeiro – Muitas pessoas, especialmente no Brasil, vêm o .... as metatags obtiveram êxito; o mesmo procedimentos não deu resultado com terceiros.

pt.wikipedia.org/wiki/Censura_na_Internet - Em cache - Similares
Censura na internet é o controle ou a supressão da publicação ou acesso de informação na Internet. Os problemas legais são similares aos da censura ...

www.tecmundo.com.br/internet/13889-empresas-de-internet-sao-associadas-a -vigilancia-especialistas.htm - Em cache
30 set. 2011 ... Empresas de internet são associadas a vigilância-especialistas Reuters. Por Georgina Prodhan - Companhias de Internet como Google, ..

idgnow.uol.com.br/.../google-vai-pagar-usuarios-para-monitorar-navegacao- na-web/ - Em cache
9 fev. 2012 ... A empresa está oferecendo até US$25 aos voluntários que permitirem o rastreamento de navegação no Chrome usando a extensão chamada ...

r5noticias.com.br/dicas/google-vai-monitorar-seus-passos-na-web/ - Em cache
25 fev. 2012 ... O povo esta preocupado com a forma que o Google vai monitorar seus passos ... Já na página seguinte, se o seu histórico da internet estiver ...

www.observatoriodaimprensa.com.br/.../_ed689_proposta_de_maior_ vigilancia_da_internet_provoca_criticas - Em cache
REINO UNIDO. Proposta de maior vigilância da internet provoca críticas. 10/04/ 2012 na edição 689. Tradução de Larriza Thurler (edição: Leticia Nunes) ...

www.publico.pt/.../governo-britanico-quer-apertar-vigilancia-na-internet- 1540328
Governo britânico quer apertar vigilância na Internet. 01.04.2012 - 20:29 Por Hugo Torres. Votar; |; 9 votos. 8 de 9 notícias em Mundo; « anterior · seguinte » ...

www.tecmundo.com.br/.../24218-fbi-cria-unidade-responsavel-por-aumentar -a-vigilancia-da-internet.htm - Em cache
28 maio 2012 ... FBI cria unidade responsável por aumentar a vigilância da internet.

viniciuspinto.com/.../6-dicas-de-como-fazer-monitoramento-de-redes-sociais/ - Em cache
O monitoramento das redes sociais é uma ferramenta fundamental na ... As empresas não podem ficar sem saber como está a imagem dela na internet e o que está acontecendo. ... Twitter; Google Blog Search; Facebook; Youtube; Flickr ...

  1. Usuários de Safari processam Google por monitoramento - Jornal O ...
  2. oglobo.globo.com/.../usuarios-de-safari-processam-google-por- monitoramento-4047118 - Em cache
  3. 22 fev. 2012 ... Companhia admitiu ter monitorado dados de navegação no browser da Apple.
  4. Agora Você Pode se Esconder do Monitoramento do Google Analytics
  5. readwriteweb.com.br/.../agora-voce-pode-se-esconder-do-monitoramento-do -google-analytics/ - Em cache - Similares
  6. 26 maio 2010 ... Logo após seu lançamento, em 2006, o Google Analytics rapidamente se tornou a ferramenta de web analytics mais popular para webmasters ...


3/05/2012

www.bbc.co.uk/portuguese/.../120502_imprensa_censura_pu.shtml - Em cache
3 maio 2012 ... Relatório da organização diz que repressão a jornalistas e blogueiros ' enfraquece democracias' em todo o mundo.





www.infowester.com/blog/funcionario-do-google-propoe-codigo-451-para- identificar-sites-censurados/ - Em cache
13 jun. 2012 ... Blog InfoWester ... Recentemente, surgiu uma proposta para mais um: o status 451, para sites censurados. ... pelas autoridades a filtrar determinados resultados de busca devido, principalmente, a motivações políticas.

tecnoblog.net/104676/brasil-google-censura/ - Em cache
Brasil lidera ranking do Google com ordens para censurar resultados ... Google apresenta resultados de busca para pontuação · thumb-chrome-navegador ...

EXAME.com - ‎há 10 horas‎
São Paulo – O Google incluiu de forma silenciosa o site de torrents The Pirate Bay em sua lista negra de palavras a serem omitidas em suas buscas instantâneas e no recurso autocompletar. Agora, ao iniciar uma busca por um conteúdo publicado no site, ...

10/9/2012

2.jpg


Diário de Pernambuco (Assinatura) - ‎há 8 horas‎




Os talibãs estão usando perfis falsos com belas mulheres no Facebook para descobrir missões secretas das tropas de coalizão que ocupam o Afeganistão. Segundo o jornal australiano The Sunday Telegraph, os militares que usam a rede social para procurar ...


São Paulo – O Google incluiu de forma silenciosa o site de torrents The Pirate Bay em sua lista negra de palavras a serem omitidas em suas buscas instantâneas e no recurso autocompletar.
Agora, ao iniciar uma busca por um conteúdo publicado no site, o usuário precisa digitar todos os termos e adicionar o enter para obter os resultados.
No concorrente Bing, da Microsoft, o The Pirate Bay continua sendo exibido normalmente em ambos recursos.
No ano passado, o Google já havia excluído uma série de termos – como Megaupload, Rapidshare, torrent, uTorrent etc. – de sua ferramenta de busca instantânea e do recurso autocompletar.
A mudança foi feita após pressão de associações que representam estúdios de cinema e gravadoras.
No início do mês, o cofundador do TPB, Gottfrid Svartholm, foi preso no Cambodia.
O Cambodia não mantém acordos de extradição com a Suécia, onde Svartholm é acusado de crime de pirataria. Entretanto, seu advogado teme que a extradição aconteça, já que ele é um procurado internacional.



Nenhum comentário:

Postar um comentário